Skip to content
VM Samael Aun Weor: Gnose Psicologia Alquimia Astrologia Meditação Cabala
A Fé é o conhecimento puro, a sabedoria experimental direta
VOPUS | Gnose arrow Grandes Personagens do Gnosticismo Universal arrow Mahatma Gandhi - O Apóstolo da Não violência

Mahatma Gandhi - O Apóstolo da Não violência

Imprimir E-mail
Por Franklin Ugas, Venezuela   

Mahatma Gandhi: Nesta era de violência necessitamos homens que semeiem a paz

Mahatma Gandhi
Assim como há uma força de coesão na matéria inanimada, também deve existir uma entre os seres animados, e o nome desta força de coesão entre eles é o AMOR

Mahatma GANDHI, “Minha Religião”

Há um tempo, quando foi celebrado o Dia Mundial da Paz, se lembrou naquela oportunidade de Mohandas Karamchad Gandhi, o advogado e filósofo Indiano, alma do movimento de liberação da Índia e pai da Não-Violêencia.

Vimos nas notícias os atos celebrados em todas as latitudes para comemorar tão destacada data: adultos e crianças, grupos de toda espécie advogando pela Paz e por um mundo melhor, onde prevaleça a Igualdade, a Fraternidade...

E parece muito bom que se faça propaganda pela Paz. Parece muito bom que com todos estes atos tratemos de inculcá-la nos menores e nas Consciências dos adultos. E também consideramos que se deveria trabalhar mais pela Paz mundial. Mas, ao desligar o televisor, ao passar o dia de comemoração, fica a triste realidade do que somos: continuam as brigas e discussões familiares, as disputas de vizinhos, os conflitos políticos, religiosos e sociais, o terrorismo, as abomináveis guerras e muitos eteceteras, que não são outra coisa que a projeção da violência que carregamos em nosso interior...

Portanto, consideramos que o problema não está fora, senão dentro do homem, e é ali onde devemos fazer grandes mudanças e transformações para que a tão almejada Paz fique bem cimentada.

Por isso, trataremos agora de estudar o fundamento da Doutrina da A-Himsa, isto é, da Não violência, e daquilo que não nos permite realizá-la.

A-HIMSA

A Não Violência no coração das realidades espirituais e históricas da Índia

A-Himsa

A-HIMSA é o pensamento puro da Índia: A Não violência. O A-Himsa está realmente inspirado por AMOR UNIVERSAL.

“HIMSA” significa “querer matar”, “querer prejudicar”, etc.”A-HIMSA” é, pois, a renúncia a toda intenção ou dano, ocasionado pela violência. A-Himsa é ALTRUÍSMO e AMOR, A-Himsa é RETA AÇÃO.

O Mahatma Gandhi fez da A-Himsa o báculo de sua doutrina. Em seu aspecto filosófico, doutrinário, nós, os Gnósticos, seguimos os rastros do Mahatma Gandhi.

Gandhi definiu a política do A-Himsa assim:

A Não Violência não consiste em renunciar a toda luta real contra o mal. A Não violência, tal como eu a concebo, coloca (ao contrário), uma campanha mais ativa e mais real contra o mal que a Lei do Talião, cuja própria natureza dá por resultado o desenvolvimento da perversidade.

Eu levanto, diante do imoral, uma oposição mental e, portanto, moral. Trato de inutilizar a espada do tirano, não a cruzando com um aço melhor afiado, senão, defraudando sua esperança ao não oferecer nenhuma resistência física.

Ele encontrará em mim uma resistência da Alma que escapará de seu acometido. Esta resistência, primeiramente, o cegará e, em seguida, o obrigará a submeter-se. E o fato de submeter-se não humilhará o agressor senão que o dignificará. Este poderia chegar a ser um estado ideal, e é...

A-Himsa, sequencialmente, é Não violência em pensamentos, palavras e obras. A-Himsa é COOPERAÇÃO, é RESPEITO às idéias alheias, respeito a todas as religiões, escolas, organizações, etc.

Os Homens Autênticos e de boa vontade aceitam a A-Himsa e a praticam, porque não ignoram que é impossível iniciar uma nova ordem excluindo a Doutrina da Não Violência.

Mahatma Gandhi

No entanto, o Eu, o Ego, o Mim Mesmo (egoísmo, ódio, rancor, frustração, inveja, ciúmes, ira, medo, etc.) é contrário a A-Himsa. Certamente, o personalismo, o desejo revanchista, a autossuficiência, o querer ressaltar como Ego, é a peçonha maldita que conspira contra a Paz, contra a Cooperação, contra o Amor.

A A-Himsa, já foi dita pelo Mahatma Gandhi, é uma RESISTÊNCIA DA ALMA. Mas o falso sentimento do Eu, a crueldade que carregamos em nosso interior (em nosso Espaço Psicológico), a sede de vingança etc., detém todo progresso interior da Alma, impedem a aplicação do A-Himsa, só produzem anarquia, confusão, dor. A Lei do Talião ou Lei do homem violento (olho por olho e dente por dente) é um círculo vicioso e absurdo. O A-Himsa (que poderíamos denominar “LEI DA MISERICÓRDIA”), pelo contrário, nos coloca sob novas influências, nos ajuda a viver consciente e inteligentemente.

A melhor arma que um homem pode usar na vida é um estado psicológico correto. Ele pode desarmar feras e desmascarar traidores, mediante ESTADOS INTERIORES APROPRIADOS. Não precisa dizer que Gandhi conseguiu muito para seu país utilizando a Não violência, a Não resistência ao mal, isto é, utilizando um Estado Psicológico adequado.

Obviamente, as trevas não se desfazem com bofetadas, senão trazendo a Luz. Tampouco se desfaz o erro combatendo corpo a corpo com ele, senão difundindo a Verdade.

Mahatma Gandhi

O que o mundo ganhou com tanta violência, com tanto sangue derramado nos campos de batalha? Melhor é praticar incondicionalmente o bem, ensinando suas vantagens por meio da prática.

O ataque, a agressão, a violência verbal ou física provocam o ódio dos que erram. Assim, de equivocados, chegam até a maldade. Em outras palavras, atacando o mal provocamos o rancor daqueles que se comprazem na maldade, e então se tornam piores.

O que necessitamos é DIFUNDIR A LUZ para dissipar as trevas. Mas, como poderia difundir a Luz aquele que vive entre as trevas horríveis do Eu, do Ego, do Mim Mesmo?

A prática da A-Himsa exige, acima de tudo, uma mudança de conduta, uma MUDANÇA NA MANEIRA ou MODO DE SER.

A sociedade é a extensão do indivíduo. Se o indivíduo é cruel, cobiçoso, despiedado, violento, assim será a sociedade.

Sobre a face da Terra há dor, há fome, confusão e muitíssima violência. Nada disto se pode eliminar com os procedimentos intelectuais e absurdos que até agora viemos aplicando, senão com a transformação de cada criatura humana, porque o que “Eu Sou”, neste momento, agora, de fato é o Grupo, o Sindicato, a Família, a Sociedade, o Governo, o País e assim sucessivamente.

Nós, desafortunada e infelizmente, não compreendemos o que é a A-Himsa e o porquê da atitude psicológica de Mahatma Gandhi. Para o “animal intelectual” do Século XX, Gandhi não é mais que um sonho atravessado por uma bala que já faz 49 anos... "Minha vida é minha mensagem", escreveu o insigne Apóstolo da Paz.

Franklin Ugas, Venezuela

Mahatma Gandhi
AddThis Social Bookmark Button
 
< Richard Wagner   Johann Wolfgang von Goethe >

Conhecimento Universal

Ciência
Arte
Filosofia
Mística/Religião

Novas palestras - 2017:

conferencia 
JUNHO JULHO AGOSTO